Equilam - Produtos

Série SS: CASS - AASS - SWAAT

As Câmaras de corrosão tipo Salt Spray CASS / AASS, série SS, também conhecidas como Câmara de Névoa Salina Cuproacético, foram construídas para atender os requisitos da ASTM B 368, ASTM B117, ISO 9227 CASS / AASS - JIS Z 2374 CASS / AASS.

Abaixo segue algumas características construtivas do equipamento muito importantes para repetibilidade e reprodutibilidade do ensaio, pois estes são comparativos, portanto devem seguir as normas.

 - Aquecimento indireto através da jaqueta de água ao redor de todo equipamento (pag.8 da ASTM B117).

- Possuem tampa com acabamento interno liso e com ângulo de 100 graus, evitando gotejamento sobre as amostras (pág. 1 e 8 da ASTM B 117).

-  SD Card, salva em tempo real os parâmetros de ensaio, basta abrir o Microsoft  Excel para ter o gráfico de todo ciclo realizado.

-  Construção de acordo com NR10 - NR12 e UL508.

-  Todos os componentes usados têm registro na UL.

-  Estão disponíveis nos volumes internos 600 – 1300 - 3.000 – 5.000 (outras dimensões sob consulta)

- Construção do equipamento totalmente com material inerte que não interferem no resultado final do ensaio.

- Tela Touch Screen colorida.

Permite programar ciclos totalmente automáticos com diferentes modos:

- Modo Salt Spray (Salt Fog) CASS / AASS

- Modo Umidade Condensada

- Modo Natural Dry

- Modo Soak

- Modo SWAAT TEST – ASTM G85 Ap.3

Aplicação:

As câmaras são utilizadas na realização de testes rápidos em peças de cobre/níquel/cromo ou níquel/cromo / aço revestidas/ vidros / espelhos / plásticos , revestimentos de cromo em ferro e zinco para uso relativamente severo, e em alumínio, principalmente quando anodizado.

Grande parte da sua aplicação destina-se a empresas nos segmentos automotivo, construção civil, plástico, aviação, petróleo e gás, tintas, vernizes, eletrônica, linha branca, metalurgicas e etc...

Funcionamento:

Os corpos de provas são acomodados dentro do gabinete de ensaio, de acordo com normas técnicas ou em concordância entre cliente/fornecedor, são expostos à uma névoa controlada com alta umidade e com solução com pH 3,0,  salina acética com adição de cloreto de cobre  di-hidratado à uma temperatura de 50 graus Celsius, por períodos determinados entre clientes e fornecedores ou prescritos em normas.

Após este período de exposição as amostras serão avaliadas de acordo com as normas técnicas que determinam o grau de oxidação e/ou tipo de corrosividade dentre outras avaliações.

 

Principais normas de ensaio:

ASTM B 368 – ISO 9227 – JIZ J 2374 – MILs – IEC – DIN – SAE – e etc...

Normas corporativas: VW-FORD-GM- RENAULT-NISSAN – HONDA – YAMAHA – Mercedes Benz Scania – Citroen – AUDI – BMW - e etc...

  • Câmara CASS - AASS

    Câmara CASS - AASS

  • Aquecimento Indireto - Jaqueta d`água - ASTM B 117

    Aquecimento Indireto - Jaqueta d`água - ASTM B 117

  • Ligas de Aluminio

    Ligas de Aluminio

  • Espelhos

    Espelhos

  • Trocadores de calor

    Trocadores de calor